THE INIQUITY DESCENT

«The Human Apheresis»
Massacre Records
4/5
A questão não é nova, nem aqui nem noutros meios de comunicação social especializados no metal: quando uma banda compensa falta de originalidade com eficiência, essa banda é boa? A receita musical dos finlandeses The Iniquity Descent mistura black metal, death metal e ritmos e riffs hard rock à boa maneira do que os compatriotas Satyricon fazem. Não é uma cópia chapada, mas este tipo de receita simplista, quase black’n’roll, não tem muita volta a dar e a coisa vai quase sempre dar aos riffs prafrentex, ritmos 4×4 e uma voz algures entre o black e o death metal (aqui providenciada por Mathias Lillmans, dos Finntroll). A questão é que, nesta estreia nos longa-duração, os The Iniquity Descent mostram uma composição muito decente e ideias que funcional na perfeição. Não reinventam a roda, mas rockam com um groove gigantesco, mantendo intacta a aura negra do black metal e a brutalidade do death metal. As comparações com os Satyricon podem ser inevitáveis, mas a novidade é que, em «The Human Apheresis», os The Iniquity Descent fazem frente aos percursores deste estilo e podem muito bem ter escrito o conjunto de temas que a banda de Satyr e Frost devia ter lançado entre «Now, Diabolical» e «The Age Of Nero».
Ouvir
Comprar