CYNIC

Cynic_KindlyBentToCYNIC
«Kindly Bent To Free Us»
Season of Mist
4/5
A principal diferença entre os Cynic “reunidos” desde 2007 e os Cynic que editaram o marcante «Focus» em 1993 e se desmembraram logo a seguir para fugir à camisa de forças estilística do death metal técnico é que “estes” Cynic não têm qualquer filtro. Isso já tinha ficado claro nos dois EPs que separam este terceiro álbum de originais e o disco de reunião «Focus», de 2007. Sean Reinert, Paul Masvidal e Sean Malone não têm qualquer problema em sair pela porta grande do death metal de fusão, entrar na casa do jazz, pular para o quintal do rock progressivo e andar por ali, assim, a flirtar conforme a disposição musical e as influências pontuais do trio. Por isso, só admirará que «Kindly Bent To Free Us» seja um valente passo em frente quem não conhecer verdadeiramente os Cynic. Os oito temas do trabalho estão mais perto da fusão prog/ambiental dos temas de «Re-Traced» ou «Carbon-Based Anathomy» do que propriamente do death metal visionário dos dois primeiros discos da banda mas, vistas bem as coisas, foi sempre para esta direcção que o caminho musical dos Cynic apontou. Uma mistura especial e única (quantas bandas podem usar este adjectivo?) de ritmos intrincados, vocalizações delicadas, riffs inteligentes e partes de beleza etérea a alternar com fúria técnica controlada por anos de musicalidade. Um clássico, portanto, que – ao contrário do que muita gente quer fazer crer – não desvirtua em nada o percurso brilhante dos Cynic. Antes pelo contrário.
Ouvir
Comprar

mhr_banner_for_mept

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s