GRAVEHILL

CDBO04.pdfGRAVEHILL
«Death Curse»
Dark Descent Records
4/5
Projecto do ex-baterista dos Morgion Rhett “Thorgrimm” Davis, os Gravehill deram nas vistas com a maqueta de estreia «Practicioners Of Fell Sorcery» em 2001 para se separarem pouco depois. Felizmente a segunda vida da banda, iniciada em 2007, é bem mais longa e já aguentou a falência da editora que lhes lançou os dois primeiros álbuns de originais. «Death Curse», a terceira proposta do grupo, é no entanto disparada com a mesma apetência para a violência sem sentido dos jovens que têm o seu primeiro disco. O death metal dos Gravehill é da velha guarda, mas não segue fórmulas pré-estabelecidas ou ondas. É como se os Hellhammer e os Nunslaughter chocassem de frente e voassem estilhaços de death metal, thrash, punk e speed metal, salpicando algum doom (ouvir«Open Their Throats») no processo. Há um balanço muito heavy metal na forma como «Death Curse» se desenrola, que fará com que fãs de vários estilos abracem a nova proposta dos Gravehill, da mesma forma como gente como Chris Reifer, Eric Cutler (ambos dos Autopsy) e Kam Lee (Massacre, Bone Gnawer) não resistiram a dar “uma perninha” e ajudar a fazer um dos mais refrescantes e surpreendentes trabalhos da hiper-concorrida cena death metal em 2014.
Ouvir
Comprar

sonata_728x90

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s