DISCOS DO DIA

Blood&Iron_VoicesOfEternityBLOOD & IRON «Voices Of Eternity» Pure Steel Records
Heavy/power metal feito na Índia já é uma coisa para se apoiar, seja qual for a qualidade que tenha. Se for o género inspirado pelo US power metal, de trejeitos progressivos e melodias vocais cristalinas dos Blood & Iron neste seu terceiro álbum de originais, melhor ainda. (7/10)

htd_cd_booklet_final.inddDEATHRONATION «Hallow The Death» Ván Records
Death metal underground old school feito à boa maneira alemã: com tomates, trevas e riffs simples. Suficientemente arcaico para agradar a fãs de Master e suficientemente mórbido para satisfazer quem gosta de Bloodbath. Boa estreia, personalidade forte e um disquinho que parece saber voltar ao leitor de CDs sozinho. (7/10)

EstadoNovo_EstadoNovoESTADO NOVO «Estado Novo» Inverse Records
Apesar do nome estranho (sobretudo para uma banda finlandesa), os Estado Novo praticam neste disco de estreia homónimo música descomprometida, nomeadamente rock alternativo com riffs que têm ocasionais proporções sludge. O nome do baterista – Hilli Hiilesmaa – é capaz de dizer alguma coisa a alguém. Se sobram dúvidas sobre a origem do nome da banda, uma das faixas do álbum chama-se «Salazar». (6/10)

Gormathon_FollowingTheBeastGORMATHON «Following The Beast» Napalm Records
O death metal melódico segundo os suecos Gormathon tem riffs orelhudos, sim senhor, mas também tem vocalizações guturais misturadas com um tom limpo e melódico à heavy metal, shread thrash, solos duais e algumas outras surpresas. É refrescante, mas por vezes ainda há exageros, normais num segundo disco de originais. Há-de melhorar. (6/10)

LostPray_ThatsWhyLOSTPRAY «That’s Why» Auto-financiado
Os turcos LostPray não têm qualquer receio de admiti-lo: os temas de «That’s Why», o seu álbum de estreia, são directamente inspirados pelos Metallica da era pós-«Black Album». Alguns resultam bem, outros precisam de elementos musicais mais distintos. O ambiente anatolian rock, que parece andar por ali às vezes, pode ajudar. (5/10)

Lyriel_SkinAndBonesLYRIEL «Skin And Bones» Massacre Records
Metal gótico, sinfónico, de influências celtas e de rock alternativo, é o “prato” servido pelos alemães Lyriel. Voz feminina, violoncelo e violino dão alguma côr à coisa, mas as melodias neste quinto álbum continuam tão discretas como nos seus antecessores e a falta de auto-confiança parece imperar. Ainda assim, uma proposta válida para fãs de metal female fronted. (6/10)

PoppyAckroyd+Lumen_EscapementVisualisedPOPPY ACKROYD + LUMEN «Escapement Visualised» Denovali Records
A música melancólica e evocativa de Poppy Ackroyd, feita unicamente com piano e violino, encontra finalmente o correspondente visual nesta colaboração com o artista visual britânico Lumen. O resultado é um DVD de clips musicais que exponenciam todo o potencial sonhador da abordagem contemporânea, electrónica, experimental e citatina de «Escapement», o disco de estreia de Poppy Ackroyd. (8/10)

Stench_VentureSTENCH «Venture» Agonia Records
O death metal primitivo e atmosférico levado ao seu extremo mais básico e primordial. É assim que «Venture», o segundo disco dos suecos Stench, se caracteriza. O trio, que conta com dois elementos dos Tribulation, repete riffs básicos mas trabalha nas estruturas e pormenores como apenas os génios têm capacidade de fazer. Resultado: um disco de horror death metal old school de pura magia sónica. (8/10)

Threshold_728x90_EU_UK

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s