KRIEG

M:CAD DrawingsDelgaDelga standard templatesBookletsCD_DPS1KRIEG
«Transient»
Candlelight Records
8/10
Ao longo de uma carreira de duas décadas (numa fase embrionária com a designação de Imperial e com uma interrupção “oficial” nas actividades entre 2005 e 2007), Neil Jameson lançou mais de quatro (!) dezenas de títulos com o projecto Krieg e conseguiu evoluir a sonoridade de um black metal primitivo e caótico para aquilo que hoje é considerado “o estado da arte” no género. É certo que, chegados ao seu sétimo disco longa-duração, os Krieg não abrandam nem uma batida de blastbeat e não baixam nem um decibel do seu black metal agressivo, feio e pulsante, feito dos resquícios americano e finlandês do estilo, um lado moderno, crust punk e noise experimental. Mas existem várias camadas diferentes ao longo das 11 faixas de «Transient». Se algumas são puro ódio visceral de black metal tocado sem o mínimo de pudor melódico ou piedade pelas dinâmicas, outras moldam o género até quase ao pós-black metal de uns Nachtmystium, ao incrível crossover de maldade e arte que os Watain fizeram nos dois últimos discos de originais ou ao estilo mais autoritário e punitivo da canção «Winter». Jameson e a sua trupe fazem tudo isto mantendo sempre uma aura de imprevisibilidade e sofisticação sonora, não sacrificando nem a coerência e nem a personalidade musical muito própria – ganha ao longo dos tais 40 lançamentos e 20 anos – que detêm. Podia ser apenas mais um disco de black metal, mas é tão mais que isso.

Decapitated_728x90_EU_UK

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s