NAPALM DEATH

NapalmDeath_ApexPredatorNAPALM DEATH
«Apex Predator – Easy Meat»
Century Media
8/10
Existe uma frase no press release que acompanha «Apex Predator – Easy Meat» que, basicamente, resume tudo aquilo que os Napalm Death representam para a música extrema: “Estamos em 2014, o mundo está fodido e precisamos dos Napalm Death mais que nunca”. É precisamente essa a importância – sónica e social – do quarteto de Birmingham, que por um lado nunca abrandou na exploração do lado mais rápido e extremo do grindcore que ajudou a criar, mas por outro continua a estar na vanguarda do estilo misturando-o com elementos industriais e noise. Toda esta fealdade sonora tem um contraponto sublime nas letras, incrivelmente realistas e humanistas, escritas e vociferadas por Barney Greenway, criando a mistura perfeita para quem gosta de grindcore com tomates e cérebro. E, se é que «Apex Predator – Easy Meat» não mostra sinais dos Napalm Death abrandarem no seu extremismo e entusiasmo que os fãs da banda querem ouvir, temos todo o prazer em dizê-lo. A passagem das sétima e oitava faixas, respectivamente «Dear Slum Landlord…» e «Cesspits», demonstra todo o potencial dos Napalm Death em 2015: um indomável espírito experimentalista, a flirtar com ambientes noise/industriais, e depois o mais rápido, gutural e violento grindcore que é humanamente possível fazer. Os mestres podem já levar três décadas e meia disto, mas continuam a perceber uma coisa ou duas de grindcore.

Sylosis_728x90_EU_UK

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s