BROKEN HOPE: BATERISTA ORIGINAL FALECEU

Ryan StanekRyan Stanek, o primeiro baterista dos norte-americanos Broken Hope, faleceu no domingo, dia 1 de Março, aos 42 anos. A causa da morte não foi divulgada, embora o obituário do músico, publicado online aqui, fale de uma “morte inesperada” num centro médico. O guitarrista da banda, Jeremy Wagner, emitiu o seguinte comunicado: “Fiquei chocado com a notícia da morte do Ryan e ainda me custa a acreditar. Apesar de não falar muito frequentemente com ele desde que ele deixou os Broken Hope, sempre nos desejámos mutuamente a melhor das sortes nos nossos projectos. O Ryan era um homem extremamente talentoso. Quando nos conhecemos, ele era o melhor baterista de metal num raio de 100 milhas e eu e o Joe Ptacek tivemos sorte suficiente para termos este espantoso puto-baterista praticamente no nosso quintal.

O Ryan fundou os Broken Hope com o Joe e comigo. Éramos o núcleo-duro… Apenas os três ao início, todos na escola secundária. O Ryan também desenhou o primeiro logotipo dos Broken Hope, que era o “logotipo circular” que usámos nos nossos primeiros flyers e backdrop. Apesar de tudo isto, o talento dele ia para além da bateria e do desenho; também tocava guitarra acústica extremamente bem, escreveu algumas partes dos primeiros álbuns dos Broken Hope, contribuiu com letras no álbum «Swamped In Gore» e tornou-se um cantor e compositor na era pós-Broken Hope, em outras bandas que formou para expressar a arte à sua maneira, e muito bem.

O Ryan colocou a fasquia na técnica de bateria do death metal quando gravou o [álbum] «Loathing». Especificamente a faixa «Siamese Screams» é uma canção que mede o talento de qualquer baterista e se está ou não ao nível original do Ryan.

Se me arrependo de alguma coisa, é de não ter ficado mais ligado ao Ryan – especialmente depois da morte do Joe – mas espero que ele tenha compreendido, porque muito de nós, como eu, vivemos na ilusão de que vamos viver para sempre e que vamos voltar a ter uma ligação forte no futuro. Infelizmente, o Ryan partiu demasiado cedo para que eu pudesse abraçá-lo, estar com ele e recuperar o tempo perdido. Por isso, Ryan Stanek, tenho muita pena de ver-te partir e o Brian Griffin [ex-Broken Hope] também me disse pessoalmente que gostaria de se despedir de ti, mas neste momento está na Austrália.

Se consegues ouvir as minhas palavras, fica a saber que nunca te esquecerei… Enriqueceste e mudaste a minha vida para melhor. Os Broken Hope nunca teriam existido sem ti e, mais importante, estou extremamente grato por te ter conhecido e por ter tido oportunidade de te chamar ‘amigo’ quando éramos jovens – e também da última vez que falámos. Se existe um céu, espero que faças boa viagem, Ryan… Imagino que tu e o Joe se tenham encontrado e se estejam a divertir à grande”.

Ryan Stanek esteve nos Broken Hope entre a sua fundação, em 1988, e 1997, tendo gravado os primeiros quatro álbuns da banda: «Swamped In Gore» (1991), «The Bowels Of Repugnance» (1993), «Repulsive Conception» (1995) e «Loathing» (1997).

MisantropiaExtrema_LonelyRobot_468x60_0215

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s