CINCO BANDAS DE BLACK METAL QUE VALE A PENA OUVIR

Cinco novas brilhantes propostas da mais extrema e enigmática sonoridade que o metal tem, prontas a serem descobertas e a escurecerem um pouco o vosso fim-de-semana.

Devlouring Star 2015DEVOURING STAR
Os Devouring Star são a resposta escandinava aos Deathspell Omega ou, se quiserem, uma nova entidade nórdica a praticar black/death metal vanguardista e dissonante. No entanto, ao invés de ser uma mera cópia, a misteriosa entidade carrega nas atmosferas – ou não fossem eles finlandeses – e no disco de estreia «Through Lung And Heart», agora disponível pela Deamon Worship, conseguem uma equilibrada mistura entre o caos extremo do turbilhão black/death metal e um ambiente tão carregado, tão claustrofóbico que as comparações com os mestres franceses deixarão de fazer sentido após meia-dúzia de audições.


 

EarthAndPillars_LogoEARTH AND PILLARS
Praticamente do nada, o trio italiano Earth And Pillars, formado no ano passado, surge com um poderoso álbum de black metal atmosférico tão imergente e intenso, que é impossível passar ao lado dos fãs. O disco em questão – «Earth I», editado pela Avantgarde Music – contém quatro faixas («Earth», «Rivers», «Lakes» e «Tides») em que apenas uma (a inicial) está abaixo dos 12 minutos de duração. O modus operandi do trio, anónimo, é simples mas incrivelmente bem feito: black metal frio e intenso, com óbvias influências nórdicas, recheado de ambientes e melodias atmosféricas, temática ambientalista e longos e hipnóticos períodos instrumentais. Ideal para fãs de Wolves In The Throne Room, Fell Voices ou Ash Borer.


 

Infra_2015INFRA
Sabe-se que são oriundos de Portugal e que têm experiência de outros projectos, mas pouco mais se sabe sobre os Infra, projecto que se estreia nas edições com o EP em 7” «Initiation On The Ordeals Of Lower Vibrations», editado pela Nuclear War Now! Productions. Nos dois temas apresentados, o colectivo mostra uma personalidade musical bastante vincada, que se situa algures entre o black metal vanguardista e o black/death metal mais caótico e underground. A fusão entre ambas as abordagens é perfeita e transforma os Infra nas grandes esperanças do metal extremo das profundezas lusas, espécie de herdeiros espirituais do legado de southern black metal dos Morbid God e da inteligência dissonante e ritmicamente complexa dos Blut Aus Nord.


 

Odota2015ODOTA
Engendrado pelo estónio Jarmo Nuutre, o projecto Odota une a longa experiência do músico na cena local com a vontade de ir um pouco mais longe em termos de experimentalismo e vanguardismo sónico. «Fever Marshal», o disco de estreia auto-financiado que é agora lançado, mostra um doom/drone ensopado de distorção, com riffs e canções black metal (escute-se a arrasadora «Bad Medicine») e uma variedade rítmica que abre o espectro estilístico de Odota para coisas como o noise ou o industrial. São 40 minutos de pura descoberta aural, que compensam com texturas, ambientes e momentos de abandono doom/black metal de pureza e intensidade acima da média.


 

SelvansBand2015SELVANS
Imaginem o lado sinfónico e vanguardista do black metal dos Arcturus, misturado com uma pitada de folk metal que explora as tradições da música italiana. Os Selvans são essa mistura, com a experiência acumulada do tempo em que se chamavam Draugr (foram 11 anos e dois álbuns de estúdio) e uma vontade férrea em recuperar a atmosfera fascinante do black metal melódico dos anos 90. O resultado é um EP de estreia de 31 minutos, chamado «Clangores Plenilunio», agora editado em digipack pela Avantgarde, e que merece a pena ser conhecido.

Blues-Pills_728x90_EU_UK

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s