O FIM-DE-SEMANA NUM MINUTO 05.01.2020

Os espanhóis Crisix (na foto) actuam em Portugal em Fevereiro, na sua The Underground Tour. Os concertos acontecem nos dias 20 (Metalpoint, Porto) e 22 (em local a anunciar em Lisboa), com uma banda convidada ainda por definir. O quarteto de thrash catalão trará na mala temas dos seus cinco álbuns de originais, com natural enfoque no mais recente «Sessions #1 – American Thrash», lançado o ano passado pela Listenable Records.

A mexicana Marcela Bovio, vocalista de projectos como Mayan, Stream Of Passion ou Arjen Lucassen’s Star One, anunciou que está a ser combater um cancro cervical. A cantora de 40 anos, que vive na Holanda há mais de uma década, já iniciou os tratamentos e o prognóstico é, segundo a própria, “muito positivo”.

Os australianos Voyager, que actuam em Junho no Comendatio Music Fest, em Tomar, apelaram à ajuda internacional ao seu país, face aos terríveis incêndios que têm assolado a Austrália. A banda de metal progressivo referiu nas redes sociais que locais como os mostrados neste vídeo estão a arder às centenas e apela à ajuda através de contribuições monetárias para a Cruz Vermelha local.

O DIA NUM MINUTO 03.01.2020

Os My Dying Bride (na foto) anunciaram a edição do seu novo álbum de originais, intitulado “The Ghost Of Orion”, para o dia 6 de Março, via Nuclear Blast. O 14.º longa-duração da banda britânica será o primeiro a contar com o baterista Jeff Singer (ex-Paradise Lost) e com o guitarrista Neil Blanchett (Valafar). O primeiro single, «Your Broken Shore», pode ser visto em baixo.

Anders Odden, baixista dos noruegueses Satyricon e guitarrista de Cadaver, anunciou que sofre de cancro de cólon. O músico de 47 anos recorreu às redes sociais para dar a notícia, revelando ainda que tem cirurgia prevista para a próxima segunda-feira, dia 6 de Janeiro, com vista a remover os tumores malignos e eventuais nódulos que sejam encontrados.

OZZY ALEGADAMENTE NO LEITO DE MORTE, FAMÍLIA DESMENTE

A notícia foi alegadamente avançada pelo Radar Online, um site de “rumores”, mas vários órgãos de comunicação social musical – como o Pop Culture, Ultimate Guitar e Rock Bizz – começam a noticiá-lo com insistência. Ozzy Osbourne estará no seu leito de morte, em dores constantes e nem sempre lúcido.

A mesma fonte adianta que o vocalista de Black Sabbath terá começado a receber medicação para “acabar com o seu sofrimento”, não sendo claro em relação ao que isso significa. A mesma peça afirma ainda que Ozzy terá períodos em que não reconhece a sua família directa, incluindo a esposa Sharon Osbourne.

Sharon, recorde-se, passou o natal no Reino Unido devido a compromissos profissionais, mas o músico não terá viajado devido aos recentes problemas de saúde, que se precipitaram quando Ozzy sofreu uma queda num acidente doméstico em 2019.

Ozzy Osbourne tem um novo álbum de originais, intitulado “Ordinary Man” agendado para a primeira metade deste ano. Recentemente lançou o primeiro single e vídeo do registo, “Under The Graveyard”, que pode ser visto abaixo.

[Actualização] Ontem, Kelly Osbourne, filha de 35 anos do músico, usou as redes sociais para desmentir a notícia do Radar Online. “Hoje tive um magnífico início de 2020“, escreveu. E continuou “Saí para almoçar com a minha família. Depois passei o resto do dia a almoçar e a divertir-me com o meu pai. Depois vim para casa e vi artigos doentios sobre o meu pai estar supostamente no seu ‘leito de morte’; por vezes os media enojam-me“. E concluiu “Não é segredo nenhum que o meu pai teve um ano difícil no que diz respeito à saúde, mas estas notícias são pura treta“.

Jack Osbourne, o outro filho de Ozzy, tinha publicado na semana passada uma foto natalícia de família em que o músico, para além de estar presente, aparece muito bem disposto.

O DIA NUM MINUTO 30.12.2019

Elijah Nelson (na foto), baixista dos norte-americanos Black Breath, faleceu neste fim-de-semana. A causa da morte não foi, para já revelada, assim como não foram dados pormenores sobre as circunstâncias da fatalidade. A banda de crust/death metal/grindcore oriunda de Seattle tinha editado o seu terceiro disco «Slaves Beyond Death» em 2015, via Southern Lord, depois do qual tinha entrado num hiato de actividades. 

Morreu Stephen Kasner, artista gráfico responsável por capas de artistas como Sunn O))), Integrity, Lotus Eaters, Skullflower e Justin Broadrick, entre outros. Stephen, cujo falecimento foi confirmado por Dwid, vocalista dos Integrity, nas redes sociais, tinha 48 anos e a causa da morte ainda não foi divulgada. Em Dezembro de 2010, recorde-se, Kasner tinha emitido um pedido de ajuda público para que a sua arte fosse comprada de modo a ajudá-lo a combater um “problema muito sério de saúde” que lhe havia sido diagnosticado. O artista tinha também um projecto musical, chamado Blood Fountains.

O baixista Magnus “Devo” Andersson anunciou a sua saída dos suecos Marduk. O músico de 49 anos anunciou a sua saída num post de Facebook no passado dia 29, revelou querer dedicar-se mais ao trabalho de estúdio, desejando boa sorte à banda. Devo, recorde-se, chegou a ser guitarrista dos Marduk entre 1992 e 1994, tendo regressado em 2004 para o posto de baixista. O grupo ainda não anunciou qualquer substituto,

DEZ DISCO ESSENCIAIS – SEMANA 26

BULLET FOR MY VALENTINE
«Gravity»

Spinefarm Records

Os galeses Bullet For My Valentine foram das primeiras bandas de metalcore a atingirem o estrelato e, mesmo duas décadas depois da sua formação, mantêm a relevância à conta de uma sábia gestão de carreira e poder evolutivo. «Gravity» é o sexto álbum de originais do quarteto e promete não desiludir os fãs.


CRYSTAL VIPER
«At The Edge Of Time» EP

AFM Records

Cerca de um ano depois do último álbum de originais e numa altura em que se sabe que a banda estará em Portugal em Dezembro, os polacos Crystal Viper regressam com um novo EP. Heavy metal clássico continua a ser a proposta, mas em «At The Edge Of Time» a banda arrisca um pouco, com um tema cantado em polaco e duas versões (de Giallo e Quartz), entre dois temas originais cantados em inglês.


FATES WARNING
«Live Over Europe»

InsideOut Music

Os Fates Warning são um dos expoentes máximos do metal progressivo e os seus concertos são testemunhos da exuberância técnica e dotes de composição invulgares que a banda possui. «Live Over Europe» é um disco duplo ao vivo que serve de documento da última digressão que a banda norte-americana fez na Europa. Disponível em edição “normal” e no Mediabook de dois CD que já é tradicional na InsideOut.


MOUNTAINEER
«Passage»

Lifeforce Records

Abram alas para o doom metal/shoegaze dos Mountaineer que, directamente da Bay Area, nos bombardeiam com os sons melancólicos e as emoções fortes contidos no seu segundo álbum, «Passage». Um dos lançamentos mais surpreendentes desta semana.


NECRYTIS
«Countersighns»

Pure Steel Records

Oriundos dos E.U.A. e com dois elementos de Sure’s Idol na formação, os Necrytis são um trio de heavy metal clássico que se estreia em disco com o álbum «Countersighns». A abordagem simples e eficaz destaca-se, assim como a composição honesta e a tendência para os riffs clássicos. Uma estreia auspiciosa de uma banda a seguir com atenção por parte dos fãs de heavy metal sem aditivos.


NONEXIST
«In Praise Of Death» EP

Mighty Music

Os suecos Nonexist praticam thrash/death metal melódico com a autoridade que a sua nacionalidade lhes dá e o talento de terem elementos de Andromeda, Skyfire e um músico (Johan Reinholdz) que toca com os Dark Tranquillity ao vivo. O novo EP, «In Praise Of Death», conta mesmo com um tema em que Mikael Stanne (Dark Tranquillity) e Michael Amott (Arch Enemy) participam como convidados.


SHYLMAGOGHNAR
«Transience»

Napalm Records

Os holandeses Shylmagoghnar surpreenderam a cena quando, em 2014, lançaram o auto-financiado disco de estreia «Emergence», que continha uma mistura quase perfeita de death metal melódico, metal progressivo e black metal. Agora regressam com o sucessor, numa editora grande, e com planos para conquistar o mundo.


THE EVIL
«The Evil»

Osmose Productions

Oriundos de Minas Gerais no Brasil, os The Evil são um quarteto de doom/stoner metal absolutamente negro e obscuro, cujo álbum de estreia homónimo, editado digitalmente pela banda há cerca de um ano, chamou a atenção da influente Osmose Productions. E agora aqui está ele, lançado em CD, vinil e cassete, pronto para ser a banda sonora de rituais vários e “viagens” mais ou menos ácidas.


THE NIGHT FLIGHT ORCHESTRA
«Sometimes The World Ain’t Enough»

Nuclear Blast

Começam a ser curtos os adjectivos superlativos para definir os The Night Flight Orchestra, projecto de AOR clássico gerido por Bjorn “Speed” Strid (Soilwork) e Sharlee D’Angelo (Arch Enemy). «Sometimes The World Ain’t Enough», o quarto álbum de estúdio da banda, é mais uma bela colecção de temas inspirados em Journey e Thin Lizzy que deixarão os metaleiros a cantar refrões.


VANHELGA
«Fredagsmys»

Osmose Productions

Oriundos da mesma escola SDBM dos Shining, os suecos Vanhelga têm tido uma carreira mais discreta, mas nem por isso menos interessante. «Fredagsmys» é o quinto álbum de originais do quarteto e não desiludirá os fãs de nomes como Lifelover, Apaty ou Woods Of Infinity.

ANALEPSY EM DIGRESSÃO EUROPEIA NO VERÃO

Analepsy tourOs lisboetas Analepsy vão passar boa parte do Verão numa digressão pela Europa. A The Curse Of Earth Tour juntará a banda de death metal brutal nacional aos norte-amerianos AngelMaker, aos espanhóis Cannibal Granpa e aos ingleses Osiah e terá duas dezenas de datas, com a banda portuguesa a participar entre 5 e 25 de Agosto. Nenhum dos concertos é, no entanto, em Portugal. O périplo visitará países como a Inglaterra, Alemanha, Itália, Suíça, Bélgica, Eslováquia e Áustria.

Os Analepsy foram formados em 2014 por elementos e ex-elementos de outras bandas nacionais como Brutal Brain Damage, Festering e Formaldehyde. Lançaram, até ao momento, um álbum de originais («Atrocities From Beyond», de 2017), um EP («Dehumanization By Supremacy», de 2015) e um split com os noruegueses Kraanium.

CRYSTAL VIPER: DIGRESSÃO IBÉRICA EM DEZEMBRO

Crystal Viper_tour ibéricaOs Crystal Viper cumprem uma digressão ibérica em meados de Dezembro e há duas partes desta notícia que interessam aos fãs portugueses da banda polaca: os lusos Toxikull foram o grupo escolhido para acompanhar o périplo e a data nacional desta tour será no Stairway Club, em Cascais, no dia 13.

O quarteto de heavy metal clássico liderado pela vocalista Marta Gabriel estreia-se assim, desta forma, no nosso país ao vivo, depois de em 2014 chegarem a estar anunciados no festival Pax Julia Metal Fest, mas serem obrigados a cancelar a sua presença devido a um problema de saúde da cantora. Mas desta vez promete ser a valer: a digressão ibérica contará com quatro datas entre 13 e 16 de Dezembro, sendo a primeira em Cascais.

Os Crystal Viper estrearam-se em disco há 11 anos com «The Curse Of Crystal Viper» e chamaram logo a atenção com um heavy metal que reparte tradição com garra e que se destaca pelas letras de fantasia e horror. Desde aí, o colectivo oriundo de Katowice já editou mais cinco álbuns, sendo o mais recente «Queen Of The Witches», disponibilizado o ano passado.

Heavy metal, underground e música extrema em geral.